quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

SINDSARAH FAZ REPRESENTAÇÃO NO MINISTÉRIO PÚBLICO

CONTRA APS
No último dia 15/12/2011, o dos funcionários
rimeira página do boletimSINDSARAH protocolou representação no
Ministério Público do Trabalho do Distrito Federal (MPT/DF) relatando as
atitudes anti-sindicais praticadas pela APS contra seus funcionários. Anexou
também à representação, cópia de gravações entre funcionário e chefe. O
termo mais abordado na representação foi Assédio Moral, Perseguição
Política e Demissão Arbitrária.
Veja que esses tópicos são recorrente nas ações trabalhistas contra a Rede
Sarah que com sua autoridade carismática acredita numa gestão
centralizadora. A velha burocracia num mundo em mutação. Nossas relações
trabalhistas são complexas e estamos tratando com pessoas/funcionários. A
hierarquia da autoridade não se pode dar devido a favoritismo e sim a
competência. É apenas um mecanismo de controle e não de submissão.
Prova disso, é que o sistema burocrático e mecânico, já não funcionam tão
bem. A burocracia também é acusada de muitos males e ineficiência, pois a
rigidez e o trabalho rotinizado, alienam o funcionário. A liberdade pessoal
básica é fundamental dentro de uma Instituição como a nossa.
O SINDSARAH é o símbolo da mudança, é um novo ciclo de vida. É um
processo de amadurecimento.
MANIFESTAÇÃO
A Diretoria do SINDSARAH segue buscando o diálogo com a Diretoria da APS.
Mas a Instituição está resistente a qualquer forma de diálogo. Mantém uma
postura anti-sindical, incompatível com os ideais da própria Instituição.
Por este motivo, aguardaremos o desenvolvimento dos fatos que se referem
à Representação no Ministério Público do Trabalho (MPT/DF), citado nesta
edição, onde relatamos tudo que está ocorrendo dentro da Instituição contra
seus funcionários e que trará graves conseqüências.
E, acatando sugestão do próprio MPT/DF, que diz não ser proveitosa uma
manifestação da categoria neste momento, haja vista, aquele órgão estar
investigando as atitudes anti-sindicais da APS.
Ficará a manifestação para uma data posterior!

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Mais uma prova da postura anti democrática do sindicato, kkkkkk

    ResponderExcluir